Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desumidificador

Desumidificador

Boss AC

Sobre Assunção Cristas, nada posso dizer de bom. Como nada posso dizer de mau. Na verdade, em quase um ano na liderança do CDS, é difícil recordar alguma declaração de “Boss AC” que tenha sido particularmente relevante (excepto o anúncio da sua candidatura à Câmara de Lisboa) ou gerado reacções significativas, apesar dela bem se esforçar para isso nos debates quinzenais. Após tantos anos de “marca Portas”, a “marca Cristas” ainda não se impôs no mercado, mesmo com abundante publicidade em vários jornais.

 

A nova estratégia de “marketing” inclui o lançamento de cartazes com o rosto de Cristas acompanhado pelo lema “Política Positiva”, mais um dos inesquecíveis slogans em que os partidos portugueses são férteis (quem não se recorda de frases como “Em nome de Portugal”, “Portugal está primeiro” ou “As pessoas primeiro”?), e um esforço de distanciamento do PSD. Trata-se de uma fase importante para a afirmação de Assunção, que, se conseguir atrair os lisboetas descontentes com as obras municipais, pode obter mais votos nas autárquicas que o candidato social-democrata, seja ele qual for. Caso alcance uma percentagem irrelevante, Assunção Cristas conduzirá o CDS a uma invisibilidade que, para o bem e para o mal, Paulo Portas nunca permitiu.